Salão do Automóvel 2008 4: Volkswagen

(foto: painel do Passat CC)


Bom, muito bom. Claro, totalmente dispensável o teatro e o show de músicas. Mas isso já comentei. A VW tem uma linha mundial de produtos muito consistente, e por isso se beneficia nessas exposições – ainda mais que a prima rica Audi foi uma falta grave do evento.

A escola de design da VW está realmente surpreendendo. O conversível Eos é lindo, realmente um carro desejável. A perua Passat Variant esportiva, embora não tenha o brilho das peruas esportivas da Audi, é um carro bonito e provavelmente muito bom de dirigir. A própria picape Robust, apresentada como conceito, é muito instigante e tem tudo para quebrar as pernas da S10 no meio se a VW lançá-la como se deve, com motor flex e preço competitivo.

Totalmente dispensável a Kombi tunada (parem de produzir esse lixo) e a linha BlueMotion. Antes de apresentar esses conceitos nada a ver, que tal alongar as marchas de todos os carros da linha (mesmo os VW 1.0 têm relações curtas demais) e dar uma retrabalhada nos motores flex atuais para que eles sejam mais eficientes? E aproveitem para aposentar aquele 2.0 que já passou da hora, 120 cv num 2.0 é de dar risada.

Destaque: Passat CC. E vou além: o carro mais bonito do evento excluindo-se os supercarros (Lamborghini e congêneres). Interior impecável, realmente requintado, painel muitíssimo bem desenhado, e um estilo externo demolidor, ainda melhor que o inspirador Mercedes CLS. Não poderíamos sonhar com ele ao invés de sonhar com um Jetta? Monte de impostos inúteis...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática