Salão do Automóvel 2008 2: a organização

Anhembi não dá mais. Aquela monstruosidade sem ar-condicionado não tem como. Quando você conhece outros espaços bem melhores, como o Earl’s Court em Londres, você percebe o quanto o Anhembi é inadequado. Fora a péssima localização, para ir de metrô você precisa fazer um translado de busão, quer coisa mais terceiro mundo do que isso? Para ficar no mesmo exemplo, o metrô de Londres tem uma ESTAÇÃO chamada Earl’s Court.

Sugestão de onde fazer? Não sei. Derrubem uns prédios abandonados na Cracolândia e construam lá, do lado da estação da luz. Ou ao menos botem um metrô e ar-condicionado no Anhembi.

A quantidade de pessoas é absurda. Fui durante a semana e após 16h já estava insuportável, e isso com os ingressos a 30 reais. Ninguém da organização pensou nisso, é preciso estudar esse fluxo pois a coisa está beirando o ridículo. Algumas sugestões:

- Criar dias ou horários VIPs, com ingressos acima dos 200 reais e quantidade limitada;
- Aumentar o tempo de exposição (mais dias no Anhembi) e também o horário, abrir 14h é muita folga para os eventos corporativos, bota o negócio de pé para o público 8h da manhã;
- A imprensa deveria visitar o local nos horários de pico; aí sim o povão não ficaria submetido a esse estresse, já que não pegaria bem para nenhuma montadora submeter os jornalistas ao mesmo aperto do povão.

Falta um roteiro de visitação. As pessoas poderiam ser orientadas a seguir um determinado fluxo desde a entrada até a saída, com totens de informação no caminho. É assim que funciona em museus.

O preço das coisas lá dentro é abusivo. Chopp 5 reais, uma lata de refrigerante 4, mesmo preço de um hot-dog mequetrefe. Lei da oferta e da procura, fazer o quê.

Acabar com os shows pirotécnicos de dança e coreografias. O lugar já é barulhento ao extremo, aí de repente você ouve uma música mais alto ainda e umas modelos começam a dançar sobre uns banquinhos na Renault. Ou uma coreografia na GM. Ou um show de música na VW. Tudo bobagem, tudo palhaçada, é um salão do automóvel e não salão da atração bizarra. Fora a poluição sonora incrível. Se você não tem carros bons o suficiente que atraiam as pessoas para o seu estande, que tal mudar de ramo e fritar pastel na feira?

Comentários

Rafael disse…
To parecendo puxa saco nos últimos posts, mas parabéns de novo.

Está ridículo mesmo, aquela versão do axé da vw foi tosco demais, alto, me deu até dor de cabeça. Quanto ao preço da comida, não reclamaria de pagar se tivesse qualidade, mas pelo amor de Deus, aquilo é pior que lanche de beira de rodoviária. A comida do restaurante é péssima, e para quem vai do interior como eu, almoçar é necessário e gasta-se mais de 30 reais por um comida que equivale a um pf de beira de estrada de 3,50...
Ademais, o estacionamento é ridículo, pois os flanelinhas, na verdade são guardas, seguram vagas na parte normal e as vendem para idiotas que pagam mais 15 reais. Abusrdo...

O pior salá desde que frequento lá pelos idos de 1990
Figueiredo disse…
Estive no salão há seis anos atrás e nunca mais volto enquanto ele for realizado no Anhembi. Aquilo lá é tudo isso que você disse e mais um pouco, é um salão bem ao estilo terceiro mundo, coisa de país subdesenvolvido mesmo. É uma vergonha para São Paulo.

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6