Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

Respondendo a emails

Nesta época de blogs multimilionários, tocados por equipes, com patrocínios, design avançado e outras cositas más, o M4R segue um canto obscuro na Internet, com o mesmo layout há dez anos e posts, que antes eram frequentes, agora mais esparsos.

É difícil conciliar um blog com vidas agitadas e remuneração totalmente zero. Mas relaxem, porque se for pra virar um NA da vida, preferimos fechar a casa.

Tudo isso pra dizer que não temos mudanças de layout à vista, ou seja, vai ficar essa porcariada aí mesmo. Se uma alma caridosa que gosta do blog se candidatar, nosso email é dubstyle.m4r@gmail.com.

Falando em email, não abrimos nossa caixa desde SETEMBRO de 2011. Sério, como a galera espera manter um blog se nem os emails são verificados. Vergonhoso, tá parecendo o atendimento ao consumidor da Brastemp.

Enfim, no post abaixo estão respostas para os emails recebidos desde então. Alguns tópicos são comuns e podem interessar a outros, daí tornarem públicos. Mas mantivemos a discrição dos solic…

Impressões: Citroën DS3

Imagem
A chegada do DS3 ao Brasil é uma humilhação vergonhosa para alguns concorrentes e um grande elogio a um outro carro com nada a ver.

A linha DS se propõe a ser uma faixa superior aos Citroëns atuais, um híbrido entre uma Lexus – que é superior a Toyota e rompe as ligações com a empresa-mãe – e as divisões esportivas AMG e M, que ostentam toda a pegada Mercedes e BMW. O objetivo é rejuvenescer a Citroën e atrair consumidores modernos e antenados para a marca, diferenciando-a mais claramente da irmã Peugeot, que fica com os carros mais burocráticos – e de maior volume.

Entenda-se ou não a estratégia de marketing, fato é que a linha DS faz sucesso na Europa. Nem tanto em vendas, mas em prestígio. Num episódio recente do Top Gear, o DS3 Racing foi o carro escolhido pelo Jeremy Clarkson para um rolê pela Itália, e saiu-se melhor que os concorrentes Clio RenaultSport e Fiat 500 Abarth. Vale lembrar que o DS3, na Europa, é menor e não concorre diretamente com os pilares Golf GTI e Focus ST.

Bits and bobs

Antes de mais nada, respondendo aos comentários, vamos iniciar dizendo que a equipe do M4R está absolutamente sem tempo. Os mais assíduos devem ter notado que o ritmo das atualizações diminuiu, e que não trazemos testes de carros há algum tempo. Tem sido difícil arrumar tempo para estruturar estes testes. E também vamos combinar que de uns tempos pra cá nenhum carro realmente interessante apareceu no mercado brasileiro.

Enquanto isso, matamos o tempo com uns aperitivos.

A Peugeot vai trazer para o Brasil o 508. Seu impacto no mercado nacional será o mesmo de quando você espirrar, ou seja, nenhum. Típica compra de empresa francesa para seus diretores, e só. Não que o carro seja ruim – é muito bem acabado e bem equipado, como todo Peugeot -, mas não vai fazer frente aos rivais alemães de entrada (A4, C, 3) e nem aos “nacionais” que, na faixa de preço estimada (R$ 110 mil) são muito mais potentes e tão bem equipados quanto – notadamente Fusion V6 e Jetta TSI.

O revoltante na precificação…

Anunciar o que é bom

A Toyota resolveu assumir de vez a propaganda com celebridades. Com o Corolla XRS, os atores Wagner Moura e Selton Mello. Agora, com a Hilux, o treinador de vôlei Bernardinho.




Fazer propaganda com celebridade significa associar as características do produto ou marca às da pessoa em questão. A pessoa “empresta” as características pelas quais é conhecida. Quando a Philips trouxe a Ivete Sangalo pra fazer propaganda das suas TVs, pagou fortunas para associar uma certa brasilidade à sua marca, e à confiança que brasileiros depositam nela. Deu tudo errado.



Com os atores citados, a Toyota quer associar o Corolla com a excelência que estes atores têm em seu trabalho, e também com uma certa jovialidade (daí Wagner Moura e não Antonio Fagundes ou Lima Duarte). Ainda mais com o XRS, esportivo.



Já o Bernardinho empresta garra, força de vontade, superação de obstáculos à Hilux, características relevantes para quem gosta de picape.



Aqui no M4R defendemos faz tempo que propagandas de automóveis de…