Postagens

Por que será?

Gostamos dessa coluna sobre o Polo (pode ser que o link esteja fechado pelo paywall, paciência, burrice da imprensa). O texto diz que o veículo é sucesso de vendas em um segmento que parecia morto.
Já falamos um milhão de vezes aqui. Não existe dificuldade nenhuma em transformar um carro em sucesso de vendas. O que precisa é que ele seja bem pensado do começo ao fim, como foi o Polo, como foi o HB20, como foi o Compass. A receita inclui:
- Design moderno, bonito, sem exageros de frestas e vincos - Versões com equipamentos que sejam desejados pelo público-alvo - Boa dirigibilidade - Motorização potente para sua categoria, preferencialmente com mais de uma opção de motor, e ao menos uma das versões com motorização mais conservadora e “confiável” - Espaço interno e porta-malas adequados para a categoria
E o que parece ser o mais difícil:
PREÇO RAZOÁVEL!!!!
O Polo agrega bom espaço, motores interessantes (um 1.6 para quem valoriza essa “confiabilidade” e um 1.0 TSI de alto desempenho e tecnologia)…

Comentários: novo VW Jetta 2019

Que vergonha a estratégia da Volkswagen para o Jetta novo. 
A precificação já deixou claro que os competidores são as versões de topo dos campeões Civic e principalmente Corolla, que representam pouco no mix de vendas. Ou seja, a Volkswagen fugiu covardemente da briga de verdade — repare que a empresa não tem representante entre os sedãs de 80 a 100 mil. Vergonha, fugiu ao invés de apresentar produto superior. Devem ter sido considerados fatores como o custo maior de usar a plataforma MQB e a importação do México, que a VW não valoriza. 
A motorização 1.4T não se justifica nessa faixa. O Cruze já oferece no segmento inferior, o Civic touring é mais forte e o Corolla Altis... bem esse ninguém explica. E o motor 2.0T que diferenciou o Jetta da concorrência e o emplacou entre os entusiastas não está mais disponível. 
O design também sofre de uma frente estranha, que não capturou a classe do Passat, é uma grande semelhança com o Virtus especialmente da coluna C para trás. Se o Jetta antigo e…

Teste: Audi Q3 1.4 TSFI Black Edition

Imagem
Não foi planejado, porém imediatamente quando sentamos no banco do motorista desse Q3 pensamos que seria uma excelente continuação do teste do Nissan Kicks.
Ficou claro, ao conduzirmos o Nissan, que tanto ele quanto seus concorrentes no segmento dos SUVs compactos são inferiores aos carros da mesma faixa de preço – em equipamentos, em desempenho, em consumo de combustível, em acabamento, enfim. Se fôssemos imaginar um SUV compacto que fosse realmente competitivo no segmento, como ele seria?
Um Q3.
O SUV de entrada da Audi seria um SUV compacto ideal para a faixa dos 100 mil, aí sim batendo de frente com os automóveis de outros segmentos, oferecendo um pacote muito bom de desempenho, acabamento e equipamentos.
Só que não. O Q3 custa 150 mil e, nessa versão Black Edition, chega a 185 mil reais. O que pelo menos ajuda a termos uma ideia de conta: Um SUV equivalente a um hatch ou sedã é 50% mais caro; portanto, parabéns, você comprou um SUV e jogou dinheiro fora ao não pegar o hatch ou sedã…

Dicas para dirigir nos Estados Unidos

Vai alugar um carro nos EUA e está com dúvidas? Estivemos por lá recentemente e trazemos algumas dicas:
1.Nenhum sistema de GPS, seja aparelho ou nativo do carro, será tão bom quanto o Waze, o Google Maps ou mesmo o nativo da Apple (que funciona muito bem lá). Então considere seriamente habilitar o plano de dados internacional do seu telefone ou fazer um por lá para ter acesso a esses recursos.
2.Parece bobagem, mas lembre-se que nos EUA o sistema de medidas é o imperial e não o métrico. Portanto, se o seu GPS indicar quilômetros, será diferente das placas que indicam milhas. Nós preferimos padronizar tudo para facilitar.
3.Se o navegador estiver em português, ele falará os nomes dos lugares de maneira bastante estranha. Por outro lado, as indicações “fique à direita” são bem úteis de se manter em português.
4.Moto nos EUA são as Harley Davidson usadas para curtir no final de semana. O conceito “moto para trabalho” é praticamente ausente; poucos usam mesmo nas grandes metrópoles. Quem e…

Encontro de antigos em Águas de Lindoia

Neste feriado, marcamos presença no Encontro de Automóveis Antigos em Águas de Lindoia. As impressões que registramos do ano passado voltaram com força.


O fluxo de pessoas está maior do que nunca. O trânsito para chegar na cidade estendia-se por quilômetros e para ir embora foi pior ainda. O bate e volta de São Paulo começa a ficar inviável, e hospedar-se em outras cidades também, dado o movimento. Só que os hotéis da cidade não negociam somente uma diária, e comercializam somente pacotes para os quatro dias do feriado, o que não necessariamente atende a todos. A boa notícia é que aparentemente neste ano os hotéis foram com muita sede ao pote e ficaram com quartos disponíves. Pode ser interessante arriscar uma hospedagem de última hora.


Assim como no Salão do Automóvel, a quantidade de pessoas desinteressadas em carros está bem maior do que os interessados. É até engraçado ouvir a conversa alheia: a quantidade de groselha é brutal. Destacamos o “uvas verdes”: todos esses antigos são mui…

Sem grana

Dois sites importantes no mundo automobilístico deram sinais de preocupação financeira recentemente: o Best Cars Web Site, por meio da procura de um representante comercial para vender espaço na plataforma para anúncios – e remunerado por comissão – e, de forma bem mais crítica, o FlatOut, que parou as atividades por uma semana para iniciar uma campanha de financiamento coletivo com o objetivo de arrecadar R$ 15 mil e tirar o site do vermelho, como eles mesmos dizem.

As redes sócias quebraram completamente o modelo de negócios da imprensa. Se antes a imprensa era a maneira que as empresas tinham de atingir um grande público, ou segmentado conforme seu interesse, hoje a própria empresa pode fazê-lo diretamente por meio das redes sociais, a um custo infinitamente menor. É possível atingir mais de um milhão de pessoas pelo Facebook com investimentos de mil reais ou menos, ao passo que anúncios em revista são bem mais caros. Mesmo sites têm dificuldade de oferecer esses valores de anúncio.

Teste: Nissan Kicks SL 1.6 CVT

Imagem
É um tipo de leitor infelizmente muito comum no M4R e em diversos sites especializados em automóveis: o que compra o carro e DEPOIS vai ler as avaliações.

Aí, quando descobre que o carro que comprou não é o pica das galáxias, escreve comentários xingando o repórter, o site, todos são comprados, e o carro dele é melhor porque sim, e por aí vai. “Quem é o estagiário para falar mal de um Vectra” é um dos vários que recebemos.
Então, amigo ou amiga, se você comprou um Kicks – especialmente considerando que ele foi o SUV mais vendido em Março – e foi agora ler os testes e chegou até aqui, nos desculpe, mas:
O Nissan Kicks é uma enganação.
%$#*&%¨@$*&¨%@*¨% (xingamentos da multidão enfurecida)
Bom, agora que o pessoal mais nervoso já foi embora, podemos explicar a construção do nosso raciocínio. E já adiantamos que sabemos que o Kicks ganhou muitos comparativos contra outros SUVs compactos, e nós concordamos com os resultados destes comparativos. O problema é que os outros SUVs da categ…

Preço do Mustang 2018

Finalmente o Mustang começa a ser vendido no Brasil.

A geração atual é o sonho de todo entusiasta. Reúne as maiores qualidades do Mustang, como o design e a motorização, com um refinamento de chassi digno da Ford Europa. Deixou de ser um Pony Car, ou Muscle Car, e se tornou um Sports Car segundo a própria Ford.
É hoje um esportivo capaz de rivalizar com o que de melhor a Europa tem a oferecer, com a vantagem de ser movido por um V8 poderoso e impulsionado pelas rodas traseiras. Na mesma faixa de preço os esportivos alemães dependem de tração integral e motores pequenos tuboalimentados que, embora interessantes, perdem na avaliação entusiasta para a receita do Mustang.
Onde o Mustang esqueceu suas origens foi no conceito de levar desempenho para as massas. O charme do original de 1964 foi justamente levar um desenho agressivo e motorização potente em uma carroceria de tamanho compacto para os padrões americanos, resultando num sucesso de vendas desde o primeiro momento.
Infelizmente para …

Compensação

Quanto mais alto o barulho da moto, menor o órgão sexual.

Consultor Plenipotenciário

Às vezes achamos que falta às fabricantes um consultor plenipotenciário, aquele que participaria de todas as decisões da empresa – ou pelo menos as relacionadas ao produto – com alto poder de veto e de mudança. E seria muito fácil achar bons candidatos para esta vaga, com as qualificações de gostar de carro e não ser uma toupeira. Infelizmente, pessoas com AMBAS parecem estar em falta nesse setor.

O consultor plenipotenciário poderia ter informado a Volkswagen que o acabamento do Polo e do Virtus não está à altura do carro, e que mesmo com a plataforma MQB, motor TSI, painel digital, com aquele acabamento a VW abriu a avenida para receber uma enxurrada de críticas. Com certeza, ter investido em plásticos melhores e num desenho menos quadrado teria feito o carro muito melhor e o custo seria ínfimo.
O consultor plenipotenciário poderia ter informado a Fiat que colocar o mesmo carro para competir no segmento de entrada até as alturas dos sedãs médios mais baratos era muita coisa para um mo…