Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

Os carros estão mais caros. Será?

O que segue abaixo é a versão escrita de uma conversa que tivemos com um considerado do M4R, que transformamos em texto para estimular a reflexão.
No início de 2008 comprei um Polo Sedan Comfortline por R$ 53.000. O carro era a segunda versão mais completa, deixando de fora somente o rádio, air-bag frontal e os freios ABS, que não eram obrigatórios na época. O Polo sempre foi um carro bastante equipado nas versões de topo, chegando a superar os sedãs médios da época em termos de equipamentos. Este tinha ar digital, sensor de chuva, retrovisor eletrocrômico, tilt-down do espelho retrovisor direito, sensor de estacionamento traseiro, computador de bordo com duas medições, chave canivete com alarme, luzes de neblina traseiras e dianteiras, trio elétrico e direção hidráulica. O motor já era o VHT 1,6 com 104 cv.
A Volks anunciou ontem o Gol e Voyage ano-modelo 2017, com leves alterações. O Voyage Highline, topo de linha, tem preço sugerido de R$ 55.290, pouca coisa mais que o que paguei no …

Entendendo o novo Jetta

Após realizarmos mestrado, doutorado, livre docência, curso no exterior e ressuscitarmos o Einstein, achamos que juntamos conhecimento suficiente para entender a complicadíssima nova linha do Jetta e sua relação com Golf e A3.
Temos o Jetta em três versões:
1. Trendline 1.4, manual ou automática, importada do México; 2. Comfortline 1.4, sempre automática, feita em São Bernardo do Campo, na linha em que era montada a Kombi; 3. Highline 2.0, sempre automatizada com DSG, importada do México.
Já o Golf passa a ser feito no Brasil em todas as versões, inclusive a GTI.
Complicado entender a logística. Então o motor 1.4 turbo será feito no Brasil, flex, mas o Jetta usa a unidade importada do México, somente a gasolina. Que foi repotenciada para 150 cv, de forma a ficar igual à outra. Obviamente é um repotenciamento no papel, já que o motor rende muito mais que 150 cv de qualquer forma. É como o 2.0 TSI que foi de 200 para 211 cv e a aceleração do Jetta ficou igual.
Parte da confusão podemos credi…

Novo Gol 2017

A Volkswagen liberou um vídeo “teaser” sobre mudanças no Gol, que será lançado em breve.
Seria correto pensar que, com o Gol levando surra de bambu do Onix e do HB20, a Volks teria revitalizado o carro totalmente, com novo design, novo interior, muito mais equipamentos, mais opções de motores, câmbio automático, e por aí vai.
Não.
A Volks fez um vídeo interminável falando da central multimídia. Que conecta com iOS e Android, que lê mensagens, que permite utilização da Apps, que faz pipoca, que tira olho gordo e traz de volta o amor em três dias. Dá pra ver um pouco do painel, que ficou mais sóbrio e aparentemente mais refinado. Estamos muito felizes de ver o fim daquelas ridículas saídas de ar em formato de bola, coisa horrorosa, que gritam “Baixo custo!” e ofendem o resto do interior.
A não ser que venham grandes surpresas no lançamento, como novos motores, opções de câmbio, equipamentos e/ou redução de preço, o que teremos é um Gol contente em ser figurante, até chegar a nova versão em …

Fechamento do Museu da TAM (e mais...)

Rolou uma boataria grande neste final de semana a respeito do fechamento do Museu da TAM, cujos prejuízos de R$ 300 mil mensais não seriam mais absorvidos pela LATAM. Oficialmente a empresa nega, e os valores podem não passar de especulação.
Ficamos sabendo da notícia por meio de uma postagem do Museu do Dodge, que encaminhou a notícia comentando que é por isso que não abre para visitação pública. Somente pequenos grupos, a agendar por email.
Aí pensamos no fechamento do Museu da ULBRA, em Canoas-RS, e a dificuldade em se manter outros Museus de Automóveis pelo Brasil. E os autódromos fechando, como os de Curitiba e Jacarepaguá.
E chegamos à seguinte conclusão: automobilismo e aviação são atividades, ou esportes, que agradam quem pratica. Não atraem público. É diferente de futebol – onde muitos assistem e também praticam ou praticaram, ainda que somente uma pelada de vez em quando, e música, que agrada muitas pessoas mesmo que estas não toquem instrumentos ou cantem.
Esta diferença ajuda …