Lucro das montadoras

Um amigo chamou a atenção para um tópico que não estávamos considerando nessa questão dos preços absurdos cobrados pelas montadoras. “É preferível manter o dinheiro no banco do que investir”.

Numa economia em busca de equilíbrio como a brasileira, a instabilidade é prato cheio para remineração de capital sem risco e sem trabalho. Imagine um americano e um brasileiro, ambos com um milhão de dólares livres para investir.

O americano tem três opções:

1.   Investir numa aplicação segura e cujo rendimento está atrelado à taxa de juros do País. No caso, rendimento de 1% AO ANO.
2.   Investir na Bolsa de Valores. Risco alto, boa chance de retorno.
3.   Investir num negócio. Existe um alto risco que pode ser mitigado com um bom planejamento, e chance de retornos elevados.

O brasileiro tem três opções:

1.   Investir numa aplicação segura e cujo rendimento está atrelado à taxa de juros do País. No caso, vinculado a uma taxa Selic de 14,25% ao ano.
2.   Investir na Bolsa de Valores. Risco alto, boa chance de retorno.
3.   Investir num negócio. Bastante complicado devido à insegurança jurídica e bagunça tributária.

Uma montadora no Brasil tem a opção de deixar seu investimento em belíssimas aplicações bancárias de risco mínimo e elevado retorno – se comparadas às mesmas aplicações nos países desenvolvidos. Para nós parece normal, de tanto que convivemos com elevadas taxas de juros, mas para quem vive em países desenvolvidos seria um sonho ter uma aplicação segura que rendesse o que pode render no Brasil.

E isso desestimula qualquer investimento mais arriscado no Brasil. Para quê investir num novo modelo, ampliação de produção, briga de mercado, se o dinheiro pode ficar lá parado no banco? Nos Estados Unidos não há opção, até porque não é papel do financeir da montadora ficar aplicando o lucro da empresa em ações; lá, expansão de lucratividade requer investimento, luta no mercado. No Brasil, larga tudo num CDB. Tenha uma linha de produtos enxuta, maximize seu lucro, reduza o investimento, e conte com o banco para auferir seus resultados.


Obs.: Não somos especialistas financeiros; o objetivo é apenas iluminar mais um aspecto de porque estamos sendo humilhados pelas fabricantes presentes no Brasil.

Comentários

ChAndré disse…
Investir no Brasil é coisa para louco.

É melhor ficar jogando contra o governo em títulos, e nem precisa ser CDB, vai para o Tesouro Direto...

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6