Troca da embreagem do Powershift



Com muitos câmbios apresentando problemas sérios, travando marchas, superaquecendo e deixando os carros imobilizados, a Ford decidiu aumentar a garantia do Powershift e oferecer a troca do sistema de embreagem sem custo para donos de Fiesta e Focus de 2014 e 2015. Aparentemente nos carros mais recentes este conjunto novo de embreagens já vem de fábrica.

Nós acompanhamos de perto um caso desses, com um Focus 2.0. Foi feito o agendamento de visita a uma concessionária para, primeiro, verificação do defeito. Aí o dono precisa deixar o carro por dois a três dias para que seja verificada a presença do defeito pelos aparelhos de checagem da Ford. Obviamente que o dono fica a pé enquanto isso e entuba os gastos que tiver com transporte.

Aí uma vez constatado o defeito, o dono precisa agendar na mesma concessionária a troca das embreagens - lembrando que o Powershift é um câmbio de dupla embreagem, daí a troca fazer sentido. “Ah mas eles não tocam o kit assim que notam o defeito?” Claro que não, inocente Padawan. Isso aqui é a Ford, lutando bravamente pelo primeiro lugar como pior atendimento entre as fabricantes. O dono do carro continua rodando com o Powershift podre, podendo quebrar a qualquer momento, enquanto o kit de embreagens é encomendado à fábrica. Afinal, como assim uma empresa de fundo de quintal como a Ford, só uma das top 5 maiores montadoras do mundo, poderia pagar os milhares de kits de embreagem que serão substituídos? Claro que o dono do carro pode esperar.

Esta espera é previsa pela concessionária como de dois a três MESES. Pois é, não são dias. No caso específico do carro que acompanhamos, a espera levou um mês. Aí o dono até acha bom ter rodado só trinta dias com um carro que podia quebrar a qualquer momento...

A troca do kit embreagem leva, mais uma vez, entre dois e três dias – que o dono paga do bolso novamente todos os seus deslocamentos.

Bom, então tendo sobrevivido a tudo isso, agora pelo menos o carro ficou uma joia né?

Não.

O que acontece é que o câmbio deixa de apresentar os problemas e indícios de quebra do Powershift, que na sua manifestação mais branda eram trepidações em baixa aceleração e demora ao trocar de marchas, que poderiam evoluir para superaquecimento e travamento do câmbio.

Mas a calibração do Powershift continua horrível. Ele segue patinando, demorando para trocar as marchas, com dificuldade em responder aos comandos de troca manual, sem interpretar direito os comandos via acelerador. Pode ser que não quebre mais, mas se o dono tinha alguma esperança que o comportamento do câmbio melhoraria com a troca, pode esquecer.

Some-se isso aos problemas críticos do Focus (nesse caso), como o pouco esterçamento das rodas, o peso elevadíssimo, o espaço interno completamente ridículo, a letargia do motor em baixa rotação, a frente que raspa em rampas de garagem, e tem-se um carro que se era sinônimo de prazer ao dirigir na primeira geração, agora está mais para lumbering beast, um carro que se arrasta e mesmo cujo ponto forte, o acerto de suspensão, já não é o mesmo de antes devido ao peso.

Existem sinais que a Ford vai finalmente desistir do Powershift e adotar câmbios diferentes nas próximas gerações de Fiesta e Focus. Se combinar isso com os motores EcoBoost – e não cobrar os dois olhos e uma mão por isso – poderemos a voltar a ver esses carros como prazerosos ao dirigir. Quem sabe...

Comentários

Anônimo disse…
Bom, meu 2016 é ótimo.
Anônimo disse…
Tenho um Fiesta PS 13/14 e tive a embreagem trocada, o teste foi feito com o carro em 30 minutos, inclusive acompanhei o mecânico no mesmo. Pediram a embreagem no mesmo dia e chegou 7 dias depois. A instalação foi feita de um dia para o outro. Estou muito satisfeito com a marca e com o carro. Não tive nenhum problema de atendimento.

Tem muita concessionária ruim por ai, mas tem poucas boas. Eu tive sorte de ser atendido numa dessas boas que se importam em resolver o problema do cliente.

Interessante que a concessionaria recebe a peça e é paga pelo serviço pela fábrica, nada é de "graça", não entendo porque algumas concessionárias se que recebem os carros com problemas.
Dubstyle disse…
Obrigado pelo contraponto positivo!
Claudio disse…
Boa tarde. Estou a procura de um hatch e não queria ser do tipo que compra e depois vai ver se fez uma boa compra. Ou pior, fica tentando defender o carro que comprou nos sites especializados. Entre os compactos premium, quais vocês indicam? Como ando 99,9% do tempo sozinho e tenho um carro maior para a família, não gostaria de gastar a mais num médio. Não tenho pressa de comprar e inclusive estava pensando em esperar o segundo semestre, quando vier o Kia Rio, que parece muito bom (só não sei se ele virá com preço de compacto ou médio). Abraços e obrigado se me responderem.
luan gamer disse…
aos 66mil.km ateno momento meu focus 2015 esta otimo sem trepidacoes ou patinacao , so tive problema na bomba GDI que demorou quase duas semanas pra chegar fora isso nada a reclamar ps. uma vez peguei uma subida bem ingrime de marcha ré e a marcha escapou deu um tramco e desenhatou sozinha, um unica vez .

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática