Problemas no Powershift

Porque a Ford não elimina o Powershift da sua linha?

A pergunta ficou ainda mais evidente após nosso teste com o Cruze. O Focus lhe é superior em muitos quesitos. Comparando os topo de linha, LTZ e Titanium Plus, o Ford dá a volta olímpica em equipamentos; teto solar, assistente de estacionamento, faróis de xenônio, sensores dianteiros, ar bizona e por aí vai. Também dá a volta no conjunto dinâmico: o motor é mais potente e mais econômico; a suspensão é mais moderna e, sendo ambos de boa calibração, no Focus o conjunto é melhor. Mesmo considerando os senões do Focus em espaço interno (mais) e porta-malas (menos), seria completamente incomparável ao Cruze.

E, no entanto, a sensação que fica é a de que o GM é um carro mais bem resolvido, mais agradável no dia-a-dia.

Tudo culpa do Powershift.

Fica difícil curtir as amenidades e equipamentos do Focus quando se tem um câmbio patinando, vibrando, oscilando em acelerações, retendo marcha quando deveria trocar, subindo marcha quando deveria reter, estragando a todo momento sua condução. Exceção feita à condução rodoviária em velocidade de cruzeiro - quando o câmbio não atua, só mantém a sexta -, dirigir o Focus é ser constantemente lembrado de como um câmbio pode estragar um carro que, de resto, é excelente.

Não dá pra entender quem considerou o Powershift um produto pronto para comercialização; será que não passou pela mão de nenhum engenheiro da Ford, ou piloto de testes? Foi simplesmente confiado à Getrag, fabricante? O Powershift não é somente pior que o DSG da VW/Audi. Ele é pior que automáticos convencionais como o do Cruze, que honestamente nem é a última novidade.

Hoje o Powershift está completamente queimado no mercado. A primeira sugestão do Google ao se digitar “Ford Powershift” é “Problemas”. Propagandas da Ford em redes sociais são tomadas por comentários negativos do câmbio. Os esforços da empresa em estender garantia não foram suficientes, ainda mais ao depender de uma rede de concessionárias pouco interessada neste tipo de reparo (aliás em qualquer coisa que não seja vender carros, como a maioria das concessionárias).


Se a Ford quiser emplacar um dupla embreagem, que lance com outro nome, de outro fornecedor. Ou adote um 6 marchas convencional. Qualquer carro equipado com Powershift a nosso ver é uma péssima escolha.

Comentários

jack disse…
http://www.peticaopublica.com.br/viewsignatures.aspx?pi=P2013N44036

Já tá uma epidemia os problemas nesse câmbio.

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática