Enquanto isso, no Brasil...



O vídeo acima mostra um Mercedes S que foi contruído nas horas extras pelos trabalhadores de uma fábrica na Àfrica do Sul e dado a Nelson Mandela quando ele saiu da prisão.

Algumas conclusões.

A África do Sul, país mais pobre que o Brasil, com menos população que o Brasil, tem uma fábrica da Mercedes que faz carros para o mercado local – inclusive os topos de linha. A fábrica que o Brasil vai receber, 30 anos depois, vai fazer os modelos de entrada da Mercedes. É de cortar os pulsos.

Uma ideia dessas, numa fábrica do Brasil, teria sido contestada tando pelos sindicatos, que não enxergam um palmo na frente do nariz, e iriam proibir os empregados de trabalhar as horas adicionais de graça, como principalmente teria sido veementemente negada pela direção da empresa, afinal de contas como eles iriam justificar o custo daquele carro? Iria fazer falta nos gordos bônus dos executivos ou nas remessas milionárias de lucro para o exterior. Vide a situação atual de revolta com o preço dos carros e todas as montadoras aí, unidas na mediocridade, nenhuma sem dar um passo à frente e conquistar as pessoas com sua postura transparente e ética.

Em termos automotivos, estamos atrás até da África do Sul. 

Comentários

Anônimo disse…
É e agora na bananalandia, a lei dos Airbags e abs será postergada por mais 02 anos.... Ai ai Brasil.
ISM
Anônimo disse…
Parabens Dub: voltou a atualizar o blog com um belo texto, para ser refletido por um bom tempo!
abs

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática