Quanta bobagem

O Jornal Nacional de hoje acaba de mostrar uma reportagem sobre os efeitos do álcool para quem dirige. A estrela da matéria foi um simulador de direção sob o efeito do álcool. Nele, o pedal fica mais mole, a direção mais leve, e a tela fica borrada, para simular os efeitos da bebida.

Engraçado. Não me lembro do pedal de nenhum carro ter uma opção para ficar mais mole em destinada circunstancia. Esse simulador é a maior bobagem.

Quem precisa "estar bêbado" é a pessoa, e não o simulador. Coloquem as pessoas para beber, e aí dirigir na máquina. Assim seria possível verificar os efeitos reais da bebida (o que não serviria para o propósito da lei, pois aí seria verificada A VERDADE: cada pessoa tem uma tolerância à bebida e os limites ridículos não servem pra nada). Do jeito que está, é um besteirol sem tamanho.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6