Salão do Automóvel 8: as japonesas e coreanas

A melhor coisa do estande da Toyota era a Hilux que chegou ao Pólo Norte, num evento devidamente filmado pelo Top Gear. De resto, nada de novo.

O Fit novo era a atração no estande da Honda. Não há o que questionar num ponto: o carro melhorou assombrosamente em relação à geração anterior, coisa que nem sempre se pode falar (Gol G3 / G4, por exemplo). É um carro mais maduro, com menos cara de carro popular japonês. Mas pelo preço que a Honda pede, esquece. Não tem como.

Um carro espetacular da Honda é o Civic Si. Virou a referência em carros esportivos no Brasil, e é de fato muito interessante pela combinação de praticidade e esportividade, como uma BMW M5 em miniatura.

A Nissan trouxe o GT-R, que é o herdeiro legítimo do Skyline, uma lenda no mundo do tuning. Carro bonito, elegante, mal-encarado, e que não é vendido aqui, uma pena. Poderia repetir o sucesso do irmão 350Z.

A Livina é um monstrengo, uma Kombi melhorada.

A linha Subaru dá dó de tão feia, coitados. Um carro bonito não precisa propagandear que ganhou prêmios de design, como a Subaru faz com a linha Impreza, pois isto fica óbvio em suas linhas. De qualquer maneira, não deixa de ser interessante poder comprar por 70 mil reais um Impreza manual 2.0 de 160 cv e tração integral, super competitivo em relação ao próprio Civic Si.

A Mitsubishi não empresta carros para a imprensa, então não emprestarei meu espaço para a Mitsubishi.

Todo mundo gostou do Kia Soul, menos eu. Conceito sem graça e desnecessário. Quem me encanta na Kia é o Picanto, ô proposta acertada de carrinho, ainda mais o automático. Acabamento adequado, cabe em qualquer vaga, air bag duplo e ainda por cima automático. Perfeito para cidades, uma pena ainda custar caro.
A Hyundai trouxe o Genesis, seu novo topo de linha que competirá com Lexus e outros carros de prestígio lá fora. Aqui só vi as versões V6, mas mesmo nelas (ainda há um V8) é notável como a empresa tem conseguido agregar qualidade à sua linha. Eu ainda tenho vários senões em relação à Hyundai, em especial no que tange a assistência técnica, que no entanto já me informaram ser bem melhor do que eu imagino. Tomara mesmo. O i30 também estava lá, esse carro quando chegar mesmo vai atropelar essas monstruosidades tipo Vectra GT e Golf 4,5 que temos aqui no segmento.

Comentários

Conrado B. disse…
Civic Si - US$ 22,005
Civic Si Brasileiro - US$ 50,000

Não sei o que acontece com a taxa de câmbio por aqui...
Baita carro, mas não vale metade do que pedem.

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática