Novidades de três volumes

Dois sedãs interessantes chegando ao mercado brasileiro.

Primeiramente o Jaguar XE, a incursão da marca no segmento da Série 3 e da Classe C. Quem entrar no site vai ficar até enjoado com a quantidade de vezes que a frase “é realmente um Jaguar” aparece – com certeza pela lembrança do finado X-Type feito na base do Mondeo com um monta de peças Ford no acabamento, e que ficou conhecido por “não ser um Jaguar de verdade”.

Algumas coisas indicam sim que é um Jaguar, especialmente o design e o acabamento interno. E a tração é traseira, ponto importante.

Só que é caro na versão de entrada. 170 mil reais é um preço elevado e 40 mil acima do 320i. Sendo que o Jaguar de entrada não é esse festival todo de equipamentos não, não tem teto solar e nem sensor de chuva por exemplo.

No M4R somos fãs incondicionais da Jaguar, mas não dá pra justificar tamanha diferença sobre a BMW – ainda mais se pensarmos que o XE usa o motor do Fusion, quer dizer, novidade nenhuma.

A coisa fica muito mais interessante nas camadas de ar mais rarefeito, na qual habita o XE-S com o V6 com compressor e 340 cv. É um motor usado no F-Type, com pegada espetacular e ronco maravilhoso. Só que custa 300 mil.

O outro sedã interessante que chegou agora é o 300C. Outra proposta: bem maior – é um full-size nos padrões norte-americanos – porém menos refinado. Vem com um V6 competente, o Pentastar que temos na Journey e na Durango. Gostamos bastante do 300C, especialmente pelo design e lista de equipamentos que inclui ajuste elétrico da coluna de direção e volante com aquecimento, embora reconhecendo que o interior e a dirigibilidade não são lá essas coisas.



Gostamos bastante dos dois carros, mas antes de decidir pela compra de qualquer um deles, daríamos uma boa e extensa olhada na lista de preços dos BMWs. Bem provável que os bávaros tenham opções mais interessantes para o entusiasta em ambas as faixas de preço.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6