Leitura importante

http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2013/09/18/brasileiro-paga-preco-de-carro-de-luxo-por-carro-que-e-popular-no-exterior.htm

Brasileiro paga preço de luxo por carro considerado popular no exterior


O brasileiro paga o preço de um carro de luxo por um carro que, no exterior, é considerado popular. O levantamento foi feito pelo jornal "Valor Econômico".
Mesmo sendo produzido em São Caetano do Sul (SP), o Cruze na versão sedã, por exemplo, custa no mercado brasileiro o equivalente a US$ 28,9 mil. Nos Estados Unidos, tem preço bem inferior: um pouco acima de US$ 17 mil. O modelo produzido no Brasil também é cerca de US$ 10 mil mais caro do que na China.
O Focus, líder global de vendas fabricado pela Ford, parte de US$ 22,1 mil no Brasil, quase US$ 3 mil a mais do que o preço mínimo no mercado americano.
Segundo o "Valor", os críticos acrescentam a esses fatores o protecionismo comercial - que tira a competitividade dos veículos importados - e a alta disposição do consumidor brasileiro de pagar qualquer preço por um carro. Modelos vendidos em faixas de preços intermediárias nos mercados europeu e norte-americano são supervalorizados no Brasil.
As montadoras atribuem a diferença de preços ao alto custo de produção no Brasil - entre pesados impostos, juros elevados, mão de obra cada vez mais cara, valorização do real nos últimos dez anos e as ineficiências na infraestrutura que tornam mais caro o transporte dos produtos.

Montadoras quintuplicam ritmo de investimento no exterior

A indústria automobilística instalada no Brasil aumentou a produção e as vendas no país nos últimos anos, mas, em proporção bem maior, tem elevado os investimentos no exterior, mostram dados do Banco Central.
Desde 2009, o setor automotivo brasileiro investiu US$ 3,4 bilhões no exterior, o que dá uma média de US$ 64 milhões por mês saindo do país. Anos antes, de 2006 a 2008, essa média era de apenas US$ 12 milhões. Trata-se de um aumento de 429%.
Na mesma base de comparação, a produção subiu bem menos (20%), assim como o emprego nas montadoras (22%). O blog analisou apenas o período desde 2006 porque as planilhas do BC, antes disso, não informavam os investimentos diretos no exterior feitos especificamente pelo setor de veículos.

Comentários

Anônimo disse…
Desde 2009 3,4 bilhões de dolars saindo do país? Ninguem faz nada? Que país é este ?
Danilo Araújo disse…
Bom argumento do jornalista que considera que os carros no Brasil são tão caros é porque há "alta disposição do consumidor brasileiro de pagar qualquer preço por um carro."
Ou seja, todos os consumidores deste país, como que num ato de burrice coletiva autoconsciente ou algo que só Freud explicaria, bebendo em Jung e seus arquétipos no inconsciente coletivo, necessitamos pagar caro por "carroças" porque nascemos para ser feitos de otários.
E o nosso autoflagelo e masoquismo não para por aí, somos dilapidados pelos bancos que ficam com um carro para eles (o outro pagamos ao Governo), quando tomamos seus empréstimos - porque também estamos "dispostos" a pagar caro pelo juro.
É melhor acreditar nisso do que perceber que altos executivos de empresas que dominam o mercado se reúnem e fixam faixas de preços de seus carros por categoria.
Por exemplo, se um Ford Fusion chega ao Brasil, mesmo depois de todos os impostos e despesas de envio do México, por cerca de R$ 45.000,00; porque a Ford do Brasil cobra R$ 95.000,00 ?
A resposta vem por outra pergunta: quanto ela cobraria pelo focus ou pelo fiesta, ou mesmo pela bosta do ka?

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6