Um acerto

Hoje a Editora Abril anunciou o fim de quatro revistas e uma extensa reorganização interna. Informações extra-oficiais indicam que 150 pessoas foram demitidas e muitas outras estão a perigo.

Que a imprensa escrita tradicional está sofrendo não é novidade. Revistas de calibre mundial, como a Newsweek, já acabaram. Os jornais brasileiros agonizam, capitaneados pelo Estadão e pela Folha, que hoje são pálidas sombras do que já foram.

E alguém precisa avisar para a turma do financeiro que não é com um monte de estagiários trabalhando de graça que essas publicações terão a relevância editorial de que tanto precisam. Pois informação existe instantaneamente na internet; boas análises por quem entende, isso já é mais difícil.

Nossos pensamentos estão neste momento com os profissionais demitidos e suas famílias. Muitos são gente de bem que só procura um lugar ao sol.

Com a exceção de um, da 4R. Esse já vai tarde.

Foi sob essa gestão que a revista perdeu seus melhores profissionais e se tornou um mero veículo de promoção para as montadoras. Foi sob essa gestão que qualquer informação enviada pelas empresas era republicada, sem checagem, sem questionamento, sem o JORNALISMO propriamente dito. Estivesse um jornalista de verdade no comando da revista e as informações burras da Peugeot quando inventou o 206,5, alegando que o 207 seria muito caro para o Brasil, não teriam sido engolidas. E a verdade está aí na cara de todo mundo: o 208, mais refinado que o 207, está à venda no mercado brasileiro.

É uma das distorções do mercado que gente sem calibre fique por tanto tempo em posições de destaque, enquanto outros mais merecedores poderiam ter feito melhor. E isso é verdade, infelizmente, em qualquer indústria.

Quem assume a revista agora é gente com boas passagens em publicações da Abril. Quem sabe agora melhora?

Comentários

Anônimo disse…
Tomara que sim, que melhore...Um pequeno exemplo, é que a ref publicação nunca "publicou" dado nenhum sobre a rel. marchas + diferencial; nem mesmo fizeram como as publicações norte-americanas:rpm @ 100 km/h em última marcha,para, pelo menos termos uma idéia...
Anônimo disse…
Justiça seja feita, a QR publicava sim uma fichazinha técnica bem legal, inclusive com relações de marchas e diferencial. Mas isso lá pros idos dos anos 80 quando eu ainda lia a revista.

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6