Hyundai HB20


HB20 é o nome do compacto da Hyundai que vem pra competir com Palio e Gol. E não se enganem: carros assim são o forte dos coreanos, muito mais que os SUVs pelos quais são conhecidos por aí.

A estratégia dos produtos também é diferente: Santa Fe, Vera Cruz e Azera – os Hyundais acima de 100 mil – são atraentes pois são mais baratos e mais equipados do que os sedãs/SUVs equivalentes de outras marcas. Mesmo bem mais caro, o Azera atual ainda é significativamente mais barato que Camry, Accord, e os alemães parecidos em preço não têm o porte, equipamentos ou motorização do Hyundai. Em miúdos: ainda é uma proposta de custo-benefício.

Já os Hyundais abaixo de 100 mil (e muito possivelmente os futuras gerações dos Hyundais mais caros) vêm com preço equivalente aos similares nacionais e importados. O i30 não é significativamente mais barato que o Focus, o Elantra é da mesma faixa de Corolla e Civic, o ix35 compete com RAV4 e CR-V. Aqui o fator determinante, para a Hyundai, é a qualidade de seus carros, medida em design, acabamento, montagem, equipamentos. É o início do atrevimento de uma marca que conseguiu se posicionar como premium no Brasil, algo que não é em nenhum outro país do mundo.

O problema é que, quando se desconta o fator preço, os Hyundais são somente tão bons quanto a concorrência, ou às vezes nem isso. No M4R não trocamos um Focus por um i30 de jeito nenhum; também preferimos um Civic em relação a um Elantra. Não que os Hyundais sejam ruins, mas não se destacam.

O HB20 vem nessa estratégia de custar o mesmo, e não bem menos, do que a concorrência. Os preços estão bem alinhados aos que a VW cobra no Gol G5. E aí vai ser uma questão de saber se o carro é melhor ou não.

As impressões iniciais dão conta de um compacto coreano muito bem feito, com bons materiais de acabamento e precisão nos encaixes. Se isso vai se repetir quando a fábrica no Brasil estiver a todo vapor é outra história, embora a Hyundai tenha um histórico de bom acabamento a seu favor. Quem dirigiu disse que o carrinho é bem esperto na versão 1.0 e a 1.6 16v com 128 cv é um pocket rocket.

Detalhe para a comunicação oficial da Hyundai, notando que este é o mesmo motor que impulsiona Soul e Cerato. Podiam notar que também é o motor do Veloster, mas preferiram seguir com o engodo da CAOA e os 140 cv de mentira.


A briga no segmento vai ser boa; o Gol é hoje provavelmente o melhor compacto nacional. Tem um excelente acerto de suspensão e de câmbio. Recentemente dirigimos uma versão Rallye por quase 100 km em estradas de terra e a sensação é de carro superior. A ergonomia é muito boa e o espaço é adequado para o tamanho. O acabamento usa materiais simples, porém com boa montagem.

E não vamos esquecer que o Gol hoje é vastamente superior à concorrência com Uno, Palio, Celta, Ka, Fiesta, 207, Clio...

Há bastante espaço para o HB20 ser melhor que o Gol – incluindo aí a garantia de 5 anos. O design do coreano é muito bom. O pré-conceito com a Hyundai não existe mais; existe até um desejo de se ter um Hyundai. Some-se a isso o número cada vez maior de concessionárias e o terreno está armado para um sucesso de vendas. As perguntas, no entanto, serão muitas: O HB20 vai aguentar o tranco? Vai aguentar a manutenção displicente dos brasileiros, que acham óleo 20W50 a solução pra tudo? As peças serão baratas? As concessionárias no país todo conseguirão oferecer assistência decente?

Estas perguntas o Gol já respondeu. O HB20, ainda não.

Comentários

Silvio disse…
Esse negócio de ficar elogiando Gol tira um bocado da credibilidade do blog...
Anônimo disse…
gol com peças e revisões baratas? vc deve estar falando da VW de uns 20 anos atrás, hj a história é outra. Nisso vc parou no tempo. Recentemente a vw errou no óleo e os motores dos carros logo apresentaram problema, robusto pero no mucho. Quanto a ter muitas concessioárias é verdade mas a fiat e a chevrolet tb possuem.
kleodolfo disse…
Nao trocaria o FOcus por um i30...
Pelo que ja li no site, o forte do Focus é o acerto da posição de dirigir.
O i30 tem melhores numeros em varios quesitos quando se comparam os carros friamente. Alem disso tem suspensao multilink
QUais seriam os motivos para ainda se preferir um Focus?
Dubstyle disse…
kleodolfo,

O Focus não só tem suspensão multilink como ela é muito bem calibrada, firme nas curvas e suave nas ondulações. O Hyundai é simplesmente duro. O Focus tem ainda a vantagem de ser flex.

Mas o i30 é um bom carro; consideramos o Focus melhor por questões de detalhes.
kleodolfo disse…
Obrigado
Guilherme Santos disse…
Galera, para quem gostou do Hyundai HB20, vale a pena conferir este fórum com bastante dicas: http://www.hb20forum.com.br

Venha participar conosco! Abraços.

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática