22.3.11

A verdade sobre o novo Jetta

O notícias automotivas conseguiu um material excelente sobre o lançamento do novo Jetta. E resolveu as dúvidas apresentando as versões do carro: Comfortline e Highline. A elas:

Comfortline
A Comfortline dá pra resumir em duas palavras: novo Bora. O sedã deixou de ser importado do México e será substituído pela versão de entrada do novo Jetta, por um valor que deve rondar a faixa de R$ 60 mil. A própria VW elege como concorrentes desde o Linea LX (53 mil) até o Corolla Gli (65 mil).

E o carro é novo Bora pois mantém aspectos importantes do antecessor: opção pelo câmbio manual de 5 marchas ou automático de 6, como agora, e também suspensão traseira por eixo de torção e o veteraníssimo 2.0 Flex com risíveis 120 cv e um funcionamento mais áspero do que esfregar uma lixa industrial diretamente no seu olho.

O eixo de torção é ainda comum nessa faixa de preço, já que somente Civic e Focus deram o passo evolutivo e saíram da idade da pedra. O problema principal aqui será a calibração: pode ficar na medida, como no Golf 4, ou muito dura, como no Fox.

O fato de você oferecer um carro de 15 a 20 mil mais barato, como será o novo Jetta em relação ao antigo, NÃO É DESCULPA para fazer essa bobagem construtiva e oferecer uma versão com eixo de torção. Quão grande é o trabalho logístico de ter o mesmo carro com duas suspensões traseiras diferentes? Quem foi o estagnário brilhante que teve essa ideia idiota? Este eixo de torção mostra o compromisso da Volkswagen com o que há de mais tacanho na indústria.

Os problemas não acabam aí, pois a versão vem de série com ar-condicionado manual (ou automático sem visor digital, se for o mesmo modelo Climatic do Polo), retrovisor interno manual (o Focus GLX tem eletrocrômico) e a conhecida queda de qualidade no acabamento em relação à versão anterior.

No entanto, de longe o principal problema do Jetta Comfortline é o motor. É uma unidade que tem duas qualidades: torque máximo em baixíssima rotação (2500 rpm) e flexibilidade em combustível. E uma série de defeitos: é extremamente áspera e ruidosa, não gosta de altos giros, não entrega potência de verdade em nenhuma rotação, e ainda por cima bebe mais combustível do que deveria. É um motor velho, ultrapassado, que deveria ser descontinuado e não lançado num carro novo. Vai sofrer, e muito, para puxar os 1300 kg do novo Jetta.

A VW tinha tudo para fazer do novo Jetta um carrão e se deixou levar por bobagens. Com a revolta posta de lado, existem bons pontos: quatro airbags de série (frontais e laterais), sensores de estacionamenro dianteiro e traseiro, controle de tração e estabilidade, bloqueio de diferencial (como se um carro de 120 cv precisasse disso tudo), porta-luvas refrigerado, rádio com 6 falantes, bluetooth e entradas auxiliar e USB, e volante em couro. E a versão pode receber teto solar, corrigindo um erro crasso do Focus que obriga quem curte teto solar a comprar a versão Titanium.

Highline
A Highline pode ser considerada a sucessora do Jetta, de verdade. O pacote de equipamentos é bem mais atrativo, com ar bi-zone, bancos ajustáveis em oito regulagens (manuais), piloto automático, retrovisor fotocrômico, iluminação na área dos pés dos ocupantes da frente, sensor de chuva e luminosidade e controle do câmbio no volante.

Agora, é na ficha técnica que o Highline ganha muitos pontos, em primeiro lugar ao usar o 2.0 TSFI do Passat, um motor excelente, suave e de alto torque em baixas rotações (mas que não tem o ronco inesquecível do 2.5 aspirado atual). O câmbio é o DSG de dupla empreagem, utilizado pela primeira vez num carro dessa categoria. E a suspensão traseira é multilink, propícia para um comportamento exemplar.

A lista de concorrentes do Jetta Highline inclui Civic EXS, Corolla Altis e, fundamentalmente, Fusion 2.5, mas não o V6. A expectativa de preço é, portanto, na faixa de R$ 85 mil, pouco mais caro que o Jetta atual.

Ignorando tudo que a VW poderia ter feito no Jetta de entrada e não fez, se encararmos o carro como o sucessor do Bora, é fato que ele traz equipamentos e espaço interno que o predecessor não tinha, embora não evolua na motorização, aspecto crítico.

Já o Jetta Highline ganha em motorização do antecessor, empata em equipamentos e perde (feio) em acabamento. Um sucessor adequado.

Mais uma vez, uma montadora perde a chance de oferecer um carro para trucidar a concorrência, como a Ford fez com o Fusion. O novo Jetta será um bom carro, mas não terá a aura de excelência do anterior.

14 Comments:

Blogger Wrca said...

Concordo com quase tudo, menos que ar automático precisa de display. Os volvos humilham com seus sistema de ar condicionado onde até uma criança entende e não tem display.

5:58 PM  
Anonymous Anônimo said...

mesmo com motor "velho" vai dar dor de cabeça... é VW a qualidade de construção fala por ele. E na boa, sou mais ele que essa japonesada de merda.

9:53 AM  
Anonymous Anônimo said...

Tinha um Vectra 07 e comprei um Civic 08. A diferença é enorme (para melhor). O Jetta peca no acabamento (pior que a versão) anterior. Mas falar que os japoneses são uma m... no mínimo não entende nada do assunto.

7:26 PM  
Anonymous Anônimo said...

Tinha um Corolla XEI/AT 2009 e foram trocadas somente 03 caixas de direção, isto com 30 mil/km. Troquei por um Jetta/conforline aut/06 marchas com borboletas. Estou achando muito superior o Jetta em todos os sentidos. Na verdade, quem critica o jetta é por que não o possui ou ainda não teve oportunidade de fazer um test drive. Claudio Garcia

3:47 PM  
Anonymous Alipio Coelho said...

Comprei um novo jetta antes dos 4.000 km foi 6 vezes a concessionária - Não comprem é produto de baixa qualidade. ´Suspensão trazeira bate igual carro velho

7:47 PM  
Anonymous marco said...

Vou contradizer um pouco os meus amigos da reportagem.Tenho um jetta confotline e o mesmo veio com todos os opcionais possiveis,por exemplo:ar condicionado climatronic integrado ao sistema de som com tela talkscreen,o acabamento é exatamente igual o do jetta anterior,e o motor pra quem sabe aproveitá_lo anda tão bem quanto new civic,corolla e linea.concordo que o consumo é elevado,mas posso lhes falar com propriedade,entre estes que citei acima o jetta é muito mais carro.um abraço a todos e experimentem o novo jetta,vc vão gostar

11:01 AM  
Anonymous Anônimo said...

Comprei o novo Jetta confort Line
Já tive que trocar um sensor na injeção eletrônica ,o sensor de combustível as molas traseiras,a chave do carro enrosca para tirar quando deligo o carro , vidro traseiro direito não subia , o nao travamento das portas quando atinge 20kmh ,
Ninguém sabe me dizer por que o bluetooth não funciona,a porta do porta malas traseiro também veio com problema e faltando um acabamento
Decepção !!

Jair 041 9971 5959.

8:56 PM  
Anonymous Anônimo said...

ARTUR COM TODA CERTEZA HJ FIZ A OPÇÃO CORRETA AO COMPRAR O JETTA HIGHILINE EM VEZ DO AUDI A4.EXCELENTE CUSTO BENEFÍCIO POR UM VALOR MUITO MENOR E QUE ME DESCULPEM OS QUE FALAM EM ACABAMENTO DO JETTA EM RELÇÃO AO ANTERIOR É POR UM MOTIVO ÓBVIO-NÃO TÊM OU NÃO QUISERAM INVESTIR ESTE VALOR NO CARRO POIS TEM MUITO EM REQUINTE E PQ NÃO DIZER DESEMPENHO SUPERIOR A AMBOS A4 4 JETTA 2.5.QTO AO BARULHO DO MOTOR 2.5 NÃO CONSIGO OUVIR POIS SEMPRE ESTAREI MUITO NA FRENTE E O ¨RONCO¨SOME

8:46 PM  
Anonymous Anônimo said...

Comprei um Jetta Confortline em fevereiro. O carro tem pouco mais de 3 mil Km e já bate tudo. Parece uma carroça andando. Quando tiver 20 mil km acho que as portas vão cair de tanto que rangem. O Gol da minha esposa tem 2 anos e faz menos barulho que essa merda de Jetta. Só no Brasil pra um carro de 70 mil ser uma porcaria dessas. Com pouco mais que isso pode-se comprar um Audi A6 ou uma BMW série 5 nos EUA ou na Europa. Eta Brasil.

3:20 PM  
Anonymous Anônimo said...

Este que disse que os japoneses são uma merda, realmente não entende nada de carro e engenharia e deve ser uma pessoa não muito esclarecida.

5:47 PM  
Anonymous Anônimo said...

Comprei um jetta comforline há alguns dias, achei o motor um pouco ruidoso mesmo, apesar de que as vezes até me agrada o ronco forte. O desempenho superou minhas expectativas, todo mundo falava que o motor era manco, velho, etc, tem nada haver, é razoável como qualquer outro 2.0. Quem fala mal nunca andou, ou então é menino pra achar q carro serve pra tirar racha. Abraço

12:16 AM  
Anonymous Anônimo said...

Pessoa sensata eh outra coisa... Concordo com o colega ai. Qm quer tirar racha. Compra um azera

7:06 PM  
Blogger Claudio Marcial said...

Este comentário foi removido pelo autor.

8:42 PM  
Blogger Claudio Marcial said...

comprei um jetta 2011 2.0 confortline automatico, depois de ter ficado 4 anos com um corola que comprei zero em 2009.

O carro para mim é superior ao corola em acabamento e tão bom em qualidade.

mandei instalar um KIT GNV 5 geração da landirenzo, modelo omega plus obd. A INSTALAÇÃO FICOU PERFEITA PARECE DE FABRICA, VOU FILMAR TUDO E COLOCAR NO YOUTUBE, o carro esta andando tando no gnv, quanto na gasolina, estou muito satisfeito.

8:43 PM  

Postar um comentário

<< Home

HTML Counter
Web Counters
Free Hit Counters
Hit Counter