GT Lixo

E quando todos achávamos que a GM estava indo no lugar certo com a aplicação do motor 1.4 na linha Corsa, eis que a empresa volta às suas origens malignas com o lançamento do Vectra GT.

O conceito de marketing envolve oferecer o produto que o consumidor deseja. Na média, o consumidor brasileiro deseja o Vectra GT? Ora, ele não deseja nem o Vectra sedã! Existe espaço no mercado para um hatch médio premium, moderno e recheado de equipamentos? Não só existe como temos vários: Golf, Focus, 307, Stilo. Mas e para quem dispões de mais dinheiro mas não deseja as opções mais caras, invariavelmente sedãs? Hm, um hatchback cairia bem. Mas é uma faixa de preço elevada, portanto há de se oferecer um carro moderno, equipado, esportivo e requintado.

O que a GM faz? Pega o Vectra, um produto por sí só bem razoável, e mata as duas maiores qualidades do carro: o amplo espaço interno (incluindo-se aí o porta-malas) e a beleza das linhas externas (não se enganem; a traseira do Vectra GT é bonita sim, mas o hatch ficou totalmente desproporcional com aquele capô longo). As porcarias ficam na mesma: o acabamento com rebarbas, o banco com excesso de apoio lombar, a suspensão de concepção jurássica. E, impossível esquecer, o jurássico e insuportável 2.0 8v oriundo do Monza, incapaz de fazer mais de 5 km/l de álcool na cidade. Um propulsor totalmente fora de sintonia com as necessidades de eficiência energética que temos em nosso planeta hoje.

Bom, mas então fizemos um corte significativo de custos, o que permitirá lançarmos o Vectra GT a um bom preço, não? Não. A 60 mil, o Vectra GT é o carro de PIOR RELAÇÃO CUSTO-BENEFÍCIO vendido no país hoje, bem como sua versão ainda mais ridiculamente cara, o Vectra GT-X. Com 60 mil eu compro um Civic. Um Corolla. Um Mégane. Um 307. Um Focus Ghia. Até o Golf 2.0, lixudo como é, é uma compra mais inteligente.

Me entristece profundmente ver o Brasil como destino desses refugos industriais. E nem comentei aqui o fato do nosso Vectra novo ser na verdade o Astra europeu, pois a GM jukgou que o país não tinha naipe para receber o Vectra novo. É, a Honda não pensou isso a respeito do Civic. Os resultados estão aí.

PS: Caros e caras, desculpem a demora. A vida está estressante. Mas isso passa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Comparativo: Celta Life 1.0 VHC x Palio 1.0 Fire

Teste: Chevrolet Zafira Elegance 2.0 automática

Teste: Hyundai Azera 3.3 V6